sábado, 30 de junho de 2012

Máxima Segurança, por Carlos Antunes


Título original: Lockout


Lockout é o filme que vem demonstrar que, no limite, Luc Besson não é assim tão diferente de Fabrizio De Angelis (para citar um nome que me está fresco na memória).
O tipo de pilhagem que um e outro fizeram de modelos americanos para produções de série B só diferem no dinheiro disponível para lhes aplicar.
Claro que mais dinheiro significa, não só melhores efeitos, mas também melhores actores, mas no essencial ambos pegaram na linha narrativa esquemática de Escape from New York e foram adicionando elementos de todos os filmes populares que se pudessem lembrar (e pudessem ser colados a ele sem criarem estranheza).
Digamos que se estiverem a ver um certo estilo de Outland e acharem que Die Hard não está muito distante, estarão provavelmente certos. (Outras referências ficam ao critério de cada leitor.)
Felizmente, como nestes casos se torna habitual usar como argumento de defesa, o filme reconhece que o seu grau de seriedade é zero e, a partir daí, consegue tornar-se aceitável.
Os realizadores cumprem com o desígnio que deve ser evidente para todos quando se juntam os quinhentos piores criminosos da Terra, a raptada filha do Presidente dos Estados Unidos da América e um insolente que é o melhor naquilo que faz, numa prisão instalada no meio do Espaço: abusar das cenas de acção e acrescentar-lhe algum humor de permeio.
Claro que esse esquema vai-se tornando cansativo mais perto do seu final - sobretudo porque nas salas portuguesas parece inevitável haver intervalo e isso acaba por quebrar a atenção do espectador que não regressa ao ritmo da segunda parte com tanta facilidade.
Mas aí se revela uma qualidade extra de Luc Besson como produtor, a capacidade de fazer um casting inesperado que supera o que o resto do filme tem para dar. Assim já fora com Taken ou From Paris with Love e aqui se repete com Guy Pearce - mas não só.
Snow é uma máquina de acção capaz de improvisar tiradas mesmo se a situação não o justifica. Aliás, ele só se expressa mesma por via dessa rudeza cómica e insolente. Só que Guy Pearce tem demasiado talento para não expressar uma personalidade mais forte e, embora nunca venha a ser lembrado como Plissken ou McClane, compõe uma personagem capaz de nos manter interessados.
E ainda há espaço para Maggie Grace mostrar que o seu talento serve para mais do que ser raptada, espicaçando a tensão sexual com Snow, ou para Joseph Gilgun interpretar um criminoso tresloucado com estilo suficiente para figurar em algo mais sólido, e dizer que está pronto a fazer algo mais além de Misfits.
Resumindo, a história é limitada, os clichés abundam, mas os actores ajudam a tornar tudo um pouco melhor. Quem sabe se daqui a umas décadas não haverá um revivalismo desavergonhado - como o corrente por alguns daqueles filmes italianos, mas talvez mais justificado - por este género de imitações.


quinta-feira, 28 de junho de 2012

Criadas novas regras para os Óscares 2013


A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas norte-americana divulgou hoje várias novas regras em diversas categorias dos Óscares já a serem utilizadas na edição de 2013.

Na categoria de Melhor Canção Original, o comité executivo indicou que um quarto letrista poderá ser recomendado em "raras e extraordinárias circunstâncias". Esta emenda surge à regra utilizada desde 2005, onde apenas dois letristas podem ser considerados elegíveis em cada canção, embora um terceiro pudesse ser adicionado caso lhe fosse achada igual contribuição.

Já na categoria de Melhor Filme em Língua Estrangeira, o candidato deverá ser submetido à Academia em 35mm ou DCP, mas já não necessita de ser necessariamente exibido nesses formatos no país de origem.

Quanto à anterior categoria de Melhor Maquilhagem será agora conhecida como Melhor Maquilhagem e Cabelo. Adicionalmente, durante o processo de nomeações, todos os membros dos vários ramos da Academia que tiverem visto os sete filmes pré-nomeados irão receber os boletins para escolherem os seus três preferidos.

Na categoria de Melhores Efeitos Visuais, os nomeados serão seleccionados de um grupo de dez filmes escolhidos pelo comité executivo do ramo através de um boletim secreto. Anteriormente, o comité poderia apresentar um máximo de dez produções e um mínimo de sete.

A cerimónia dos Óscares 2013 deverá decorrer a 24 de Fevereiro do próximo ano.

Poster e trailer de "Puncture"


Foram divulgados o poster e trailer portugueses de Puncture:

video

Inspirado em factos verídicos e com realização de Adam Kassen e Mark Kassen, Puncture segue Vicky (Vinessa Shaw), uma enfermeira que acidentalmente é picada por uma seringa infectada e contrai SIDA. Quando o seu amigo, Jeffrey Dancort (Marshall Bell), desenvolve uma seringa com ponta segura e a tenta vender à indústria farmacêutica, entra numa batalha legal contra esta, após perceber que existem fortes lobbies que apenas visam o lucro financeiro. Mike Weiss (Chris Evans) é o advogado que encetará esta batalha, ao mesmo tempo que sofre com o vício da toxicodependência. 

Distribuído em Portugal pela Lanterna de Pedra Filmes, Puncture - A Verdade Escondida estreia em Lisboa, Porto, Gondomar, Coimbra, Setúbal, Cascais, Braga, Faro e Portimão no próximo dia 12 de Julho.

Maura Tierney junta-se à quarta temporada de "The Good Wife"


A actriz Maura Tierney (ER) juntar-se-á à quarta temporada de The Good Wife, no papel recorrente de Maddie, uma mulher que se torna multimilionária após ter criado a sua própria empresa de Internet e é decana nos democratas de Chicago.

Maura Tierney já contracenou com Julianna Margulies na sexta temporada de ER, sendo que deverão agora voltar a trabalhar juntas, durante pelo menos dez episódios. A quarta temporada de The Good Wife deverá estrear durante a fall season.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

"A Vingança de Uma Mulher" e duas co-produções portuguesas premiadas no Cinesul 2012


O Cinesul 2012 - Festival Ibero-Americano de Cinema e Vídeo premiou a produção portuguesa A Vingança de Uma Mulher, de Rita Azevedo Gomes, como a Melhor Longa-Metragem de Ficção da 19.ª edição.

Também o documentário Carta para o Futuro, uma co-produção portuguesa da Ukbar Filmes, foi premiado, neste caso com o prémio de Melhor Documentário partilhado com María en Tierra de Nadie. O espanhol La Plaza, de Adriano Morán, recebeu uma Menção Honrosa.

Na categoria de curtas e médias-metragens, Les Bessones del Carrer de Ponent, vence na ficção, enquanto que nos documentários, o brasileiro Diálogos foi o premiado. Também Portugal é galardoado na ficção, com Nuvem, de Basil da Cunha, co-produção entre Portugal e Suíça, a receber uma Menção Honrosa, junto com o colombiano Benjamín en Tecnicolor. Nos documentários, o brasileiro Elogio da Graça recebeu também uma Menção Honrosa.

O Prémio do Público na ficção foi atribuído a La Sublevacion, de Raphael Geyer Aguinaga e no documentários, a Los Ojos de la Guerra. Nas curtas e médias-metragens, o Prémio do Público foi para Cárcere Privado e Clementina de Jesus: Rainha Quelé, ambas produções brasileiras.

"Men at Work" é renovado para uma segunda temporada


A TBS anunciou a renovação de Men at Work para uma segunda temporada, num total de dez episódios. Estreada em Maio deste ano, a série conquistou uma média de 2,7 milhões de espectadores, somando a audiência ao vivo e em DVR, sendo uma das cinco produções de maior audiência no canal.

Men at Work é uma sitcom gravada ao vivo e centrada em quatro amigos que trabalham numa revista chamada Full Steam. O último episódio da primeira temporada será exibido nos EUA a 12 de Julho e a segunda temporada estreará em 2013.

"Rookie Blue" é renovada para uma quarta temporada


A série canadiana da Global TV (e também transmitida pelo canal norte-americano ABC) Rookie Blue foi renovada para uma quarta temporada. O anúncio foi feito no perfil oficial de Twitter da série.

A série policial é transmitida na ABC durante a summer season, momento em que os canais abertos norte-americanos registam audiências baixas, mas a série tem conseguido uma boa média: a terceira temporada registou, até agora, uma média de 5,75 milhões de espectadores. Este número junta-se à média de 1,32 milhões no Canadá.

Estreias 28 Junho'12: Estrada de Palha, Being Flynn, Ice Age: Continental Drift, 21 Jump Street, The Mill and the Cross, Le Prénom

Dia 28 de Junho, pode contar com as seguintes estreias numa sala de cinema perto de si:


Destaques:
  Estrada de Palha (Estrada de Palha)
Ano: 2012
Realização: Rodrigo Areias
Argumento: Rodrigo Areias
Género: Western
Neste "cine-concerto", levam para palco instrumentos mais ou menos usuais ("marxophone", "violin-uke" e até um berbequim) para dar música a estas projecções especiais do filme, que antecedem a chegada às salas de cinema. No final de cada espectáculo, o palco abre-se à conversa dos compositores e do realizador com o público. "Estrada de Palha" é uma espécie de "western" alentejano que decorre na primeira década do século XX. A história centra-se em Alberto, um emigrante que regressa à aldeia natal em busca de justiça e é confrontado com jogos de poder e corrupção.
Outras sugestões:

  Mais Uma Noite de Merda Nesta Cidade de Treta
 (Being Flynn)
Ano: 2012
Realização: Paul Weitz
Argumento: Paul Weitz
Género: Drama, Comédia
Elenco: Paul Dano, Robert De Niro e Julianne Moore
Nick Flynn (Paul Dano) é um jovem escritor de vinte e poucos anos que cresceu atormentado com afastamento do pai e que ainda não ultrapassou o recente falecimento da mãe (Julianne Moore). Jonathan (Robert De Niro), o pai, é um megalómano que sempre se autoproclamou escritor e poeta, apenas comparado a Mark Twain ou J. D. Salinger. Nick era ainda uma criança quando o pai abandonou a família e acabou preso por burla qualificada. Hoje, a trabalhar numa associação de apoio aos sem-abrigo em Nova Iorque, o seu caminho acaba por cruzar-se com o de Jonathan que, pelas circunstâncias e modo de vida irrealista, acabou por se tornar num indigente. Aproveitando a oportunidade que a vida lhes proporcionou, os dois vão empenhar-se em reencontrar o elo quebrado há quase 20 anos. Um filme dramático com argumento e realização de Paul Weitz ("Era Uma Vez Um Rapaz"), baseado em "Another Bullshit Night in Suck City", o livro de memórias de Nick Flynn.

  A Idade do Gelo 4: Deriva Continental
 (Ice Age: Continental Drift)

Ano: 2012
Realização: Steve Martino e Mike Thurmeier
Argumento: Michael Berg e Jason Fuchs
Género: Animação
Elenco de vozes: Ray Romano, Denis Leary e John Leguizamo
Quando Scrat, o mais teimoso e persistente esquilo da História da Terra, desencadeia mais uma série de eventos cataclísmicos à escala planetária, Manny (voz de Ray Romano), Diego (Denis Leary) e Sid (John Leguizamo) são empurrados para mais uma perigosa aventura. Desta vez, à deriva numa ilha de gelo e separados do resto do clã, os três acabam capturados por um grupo de piratas mal-encarados decididos a impedir o seu regresso a casa. Pelo meio, Sid ainda encontrará os seus antepassados e Diego descobrirá o amor de Shira (Jennifer Lopes), uma linda tigre-dentes-de-sabre. Realizado por Steve Martino e Mike Thurmeier, é o quarto episódio da divertida saga "Idade do Gelo", iniciada em 2002, por Chris Wedge e Carlos Saldanha.

  Agentes Secundários (21 Jump Street)
Ano: 2012
Realização: Phil Lord e Chris Miller
Género: Comédia, Acção
Morton Schmidt e Greg Jenko (Jonah Hill e Channing Tatum) eram, nos tempos de liceu, inimigos declarados: o primeiro era o típico marrão; o segundo, o engraçadinho da turma que gostava de ridicularizar os mais fracos. Quando, anos mais tarde, se encontram na academia de polícias, deixam para trás as divergências e acabam por se tornar companheiros de treino e de estudo. Apesar das grandes dificuldades a fazer a recruta, ambos acabam por conseguir terminá-la, mesmo sem grande reconhecimento ou mérito particular. Assim, acabam juntos como agentes secundários e enviados para a 21 Jump Street. A sua função é simples: dada a sua aparência jovem e imatura, são novamente matriculados no liceu onde tentarão controlar o tráfico de uma nova droga sintética que se está a vulgarizar entre os alunos. Para isso, vão ter de voltar a interiorizar o espírito adolescente e cumprir, com dignidade e distinção, a sua primeira missão. Uma comédia realizada pela dupla Phil Lord e Chris Miller ("Chovem Almondegas") baseada na série televisiva em voga nos anos 1980, criada por Stephen J. Cannell e Patrick Hasburgh, com Johnny Deep como um dos protagonistas.

O Moinho e a Cruz (The Mill and the Cross)
Ano: 2011
Realização: Lech Majewski
Género: Drama
Em 1564, Peter Bruegel (1525-1569) pintou "A Procissão e o Calvário", uma representação a óleo em tela com mais de 500 personagens, sob o tema da crucificação de Jesus e as perseguições religiosas em Flandres. Em 1996, mais de 400 anos depois, esse quadro deu origem à monografia "The Mill and the Cross", uma análise exaustiva à obra de Bruegel pelo reconhecido crítico de arte Michael Francis Gibson. Em 2011, o cineasta polaco Lech Majewski, inspirado por ambas as obras e utilizando cenários pintados conjuntamente com as mais recentes técnicas digitais, transporta para o grande ecrã a história de 12 daqueles personagens, num ambiente estilizado como se de um quadro a óleo se tratasse. Com argumento do realizador Lech Majewski e do académico Michael Francis Gibson, o filme conta com a participação dos actores Rutger Hauer, Michael York e Charlotte Rampling.

O Nome da Discórdia (Le Prénom)

Ano: 2012
Argumento: Matthieu Delaporte
Género: Comédia
Vincent é casado com Anna (Patrick Bruel, Judith El Zein) e, apesar de já ter passadoos quarenta, está extasiado com a ideia de se tornar pai pela primeira vez. Certanoite, os dois são convidados para um jantar familiar em casa da irmã e cunhadode Vincent. Porém, quando o futuro pai é questionado sobre o nome escolhidopara a criança, a sua resposta lança-os num autêntico caos familiar. Parapiorar, a presença de Claude (Guillaume de Tonquedec), um amigo de longa data,é tudo menos apaziguadora... Realizado por Alexandre de La Patellière e Matthieu Delaporte, uma comédia familiar baseada numa peça de teatro da autoria de Delaporte.
Sinopses: Cinecartaz Público

Obituário: Nora Ephron

19 de Maio de 1941 - 26 de Junho de 2012

Faleceu, aos 71 anos de idade, a cineasta Nora Ephron, vítima de leucemia. Conhecida nos 70 pelos artigos que escrevia para a Esquire, a sua popularidade rapidamente que em 1983 escrevesse o seu primeiro argumento para cinema com Silkwood (realizado por Mike Nichols) e recebesse a sua primeira nomeação ao Óscar de Melhor Argumento Original. Em 1989, escreve o argumento de When Harry Met Sally... o que lhe garante a sua segunda nomeação ao Óscar de Melhor Argumento Original. Aventurou-se simultaneamente como argumentista e realizadora em 1992 com This Is My Life, para no ano seguinte com Sleepless in Seattle, receber a sua terceira nomeação para o Óscar de Melhor Argumento Original. O seu último trabalho foi Julie & Julia (2009), escrito e realizado pela própria.

terça-feira, 26 de junho de 2012

Passatempo A Delicadeza



Reforçando a parceria com a ZON Audiovisuais, o Split Screen vem oferecer aos seus leitores a oportunidade de assistirem à antestreia do filme La Délicatesse - A Delicadeza, protagonizado por Audrey Tautou.
O filme é assinado pelos irmãos Foenkinos (David e Stéphane) numa adaptação do romance com o mesmo nome, escrito por David e já publicado em Portugal pela Editorial Presença.




São dez convites para cada sala que vai receber a sessão de 3 de Julho, UCI Corte Inglês e UCI ArrabidaShopping.
A sessão iniciar-se-á, como habitualmente, pelas 21h30. Desejamos boa sorte a todos os participantes.




Regulamento:

- O passatempo decorre até às 23:59 do dia 1 de Julho, sendo excluídas todas as respostas que chegarem depois desse prazo.
- Apenas será aceite uma participação por e-mail e por pessoa.
- Além da correcção das respostas às questões lançadas, também o preenchimento dos dados pessoais são factor de exclusão, devendo por isso corresponderem às normas como são solicitados.

- Os premiados serão escolhidos entre todos aqueles que apresentarem uma participação válida e a escolha será definitiva a menos que se apresente um caso de fraude. A escolha é aleatória.
- O Split Screen reserva-se o direito de fazer uma selecção das respostas validadas quando se apresentarem circunstâncias duvidosas da legitimidade da origem das mesmas.
- O nome dos vencedores será publicado neste blogue e os mesmos serão avisados por email.
- Antes de participarem certifiquem-se que poderão comparecer no dia indicado. Em casos de força maior, deverão comunicar atempadamente a vossa ausência através do e-mail acima indicado. Reservamo-nos o direito de excluir de futuros passatempos todos os que não cumprirem estas regras.
- Os convites estão limitados à lotação da sala. O Split Screen não se responsabiliza por eventuais lotações esgotadas que possam ocorrer na data indicada.
- Em caso de não concordar com alguma destas regras, deverá abster-se de participar.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Dois posters internacionais de "360", de Fernando Meirelles

Foram divulgados dois posters internacionais de 360, de Fernando Meirelles, um para o mercado holandês e outro para o mercado francês:



Com argumento de Peter Morgan (The Queen), o filme inspira-se na peça austríaca Reigen, de Arthur Schnitzler, onde dez personagens de classes sociais distintas reflectem sobre a importância do sexo, na cidade de Viena. O elenco é composto por Jude Law (Cold Mountain), Rachel Weisz (The Constant Gardener), Anthony Hopkins (The Silence of Lambs), Ben Foster (3:10 to Yuma), Maria Flor (Som e Fúria - O Filme), Juliano Cazarré (VIPs), Jamel Debbouze (Hors-la-loi), Vladimir Vdovichenkov (The Man at the Window), entre outros.

Entre este elenco surge ainda um pequeno cameo em português: o realizador Miguel Gonçalves Mendes (José e Pilar) surge numa breve cena como empregado de mesa que atende a personagem interpretada por Jude Law.


360 deverá estrear em Portugal a 23 de Agosto deste ano.

Leia também:

domingo, 24 de junho de 2012

"Por Aqui Tudo Bem" vence Competição Narrativa do Festival de Los Angeles 2012


Depois de vencer o prémio TAP para Melhor Longa-Metragem Portuguesa de Ficção, o filme Por Aqui Tudo Bem, produção portuguesa realizada pela angolana Pocas Pascoal, venceu a competição narrativa do Festival de Los Angeles 2012, onde competia. O prémio, no valor de 15 mil dólares, foi entregue pelo júri que incluía a actriz Rachael Harris, o actor Robert Townsend e o crítico Sheri Linden. Este era o único filme português em competição.

Competição Narrativa
Por Aqui Tudo Bem, de Pocas Pascoal

Menção Honrosa - Competição Narrativa
De jueves a domingo, de Dominga Sotomayor

Competição Documental
Drought, de Everardo González

Melhor Desempenho na Competição Narrativa
Wendell Pierce, Emory Cohen, E. J. Bonilla e Aja Naomi King em Four, de Joshua Sanchez

Prémio do Público da Competição Narrativa
Beasts of the Southern Wild, de Benh Zeitlin

Michael K. Williams junta-se a "Twelve Years a Slave", de Steve McQueen


A produção de  Twelve Years a Slave continua a reunir um elenco de luxo (e numeroso). Entretanto mais um nome se junta ao filme de  Steve McQueen (Shame): o actor Michael K. Williams, conhecido por interpretar o papel de Omar na série The Wire e Chalky White em Boardwalk Empire.

Michael K. Williams junta-se a Garret Dillahunt (Raising Hope), Chiwetel Ejiofor (Dirty Pretty Things), Paul Giamatti (Cosmopolis), Sarah Paulson (Martha Marcy May Marlene), Michael Fassbender (Shame), Scoot McNairy (Monsters), Ruth Negga (Breakfast on Pluto), Brad Pitt (Moneyball), Adepero Oduye (Pariah), Paul Dano (There Will Be Blood), Benedict Cumberbatch (Sherlock) e Taran Killam (Saturday Night Live).

Twelve Years a Slave deve estrear em 2013.

Poster de "Elementary", série da CBS com um Sherlock Holmes moderno

Apesar das severas críticas pela comparação com Sherlock da BBC, o piloto da nova série da CBS sobre um Sherlock Holmes contemporâneo em Nova Iorque acabou por ser aprovado. Eis o poster de Elementary:


Na história de Elementary, Sherlock Holmes (Johnny Lee Miller) entra numa clínica de reabilitação em Londres. Quando sai, acaba por mudar-se para Manhattan onde é forçado, pelo seu pai, a dividir o apartamento com a Dra. Joan Watson (Lucy Liu), uma cirurgiã que perdeu a licença há três anos. Tentando manter Sherlock sóbrio e longe das drogas, esta passa a acompanhá-lo no seu trabalho como consultor da polícia nova-iorquina. O seu contacto é Tobias Gregson (Aidan Quinn).

A série estreia na fall season.

Trailer de "Hara-Kiri: Death of a Samurai", de Takashi Miike


Exibido em 3D durante o Festival de Cannes 2011 e competindo pela Palma de Ouro (o primeiro filme em 3D com tal honra), eis o trailer de Hara-Kiri: Death of a Samurai, do japonês Takashi Miike, que nos últimos tempos tem realizado entre dois a três filmes por ano:



Hara-Kiri: Death of a Samurai segue um miserável samurai que, no Japão feudal, resolve cometer suicídio. Mas quando anuncia o seu desejo de morte para um clã de guerreiros, acaba por ouvir um relato de outro plano suicida de um samurai sem mestre. O filme é um remake de Harakiri (1962) e estreia a 20 de Julho nos Estados Unidos.

"General Hospital" ganha cinco Daytime Emmy Awards 2012


A 39.ª edição dos Daytime Emmy Awards premiou ontem à noite a novela General Hospital com cinco galardões: Melhor Actor em Drama (Anthony Geary), Melhor Actor Secundário em Drama (Jonathan Jackson), Melhor Actriz Secundária em Drama (Nancy Lee Grahn), Melhor Realização em Drama e Melhor Drama

A novela Days of Our Lives foi premiada com o Emmy de Melhor Argumento em Drama, o primeiro do género para esta em 36 anos e de Melhor Jovem Actor em Chandler Massey.

Passatempo A Gruta dos Sonhos Perdidos



Durante mais de 20000 anos, as Grutas Chauvet estiveram completamente seladas por uma enorme pedra, escondendo o seu interior incrustado a cristal, do tamanho de um campo de futebol e recheado com os restos de gigantescos mamíferos da Idade do Gelo. Em 1994, um grupo de cientistas descobriu as grutas e encontrou centenas de pinturas cristalinas, espectaculares obras de arte datando de mais de 30000 anos – quase o dobro de outra qualquer descoberta do género – uma era onde os Neanderthal ainda habitavam a Terra, e ursos das cavernas, mamutes e leões da Idade do Gelo eram a população dominante da Europa. Desde então, poucas pessoas tinham tido acesso às Grutas Chauvet, e o verdadeiro significado do seu conteúdo permaneceu desconhecido – até que Werner Herzog conseguiu autorização para lá fazer um filme. Filmando em 3D, Herzog capta a beleza e a maravilha de um dos mais inspiradores locais da Terra, ao mesmo tempo que divaga, no seu inimitável estilo, sobre os seus habitantes originais, o nascimento da Arte e as curiosas populações que rodeiam hoje em dia as grutas.




Depois de já ter levado vários dos seus leitores à antestreia do documentário em 3D de Werner Herzog, o Split Screen vem oferecer cinco exemplares da sua edição em DVD.
Desafiamos os nossos seguidores a revelarem o seu conhecimento sobre a obra do realizador alemão e provarem que merecem o seu exemplar deste excelente filme.






Regulamento:
- O passatempo decorre até às 23:59 do dia 30 de Junho, sendo excluídas todas as respostas que chegarem depois desse prazo.
- Para participarem terão de preencher o formulário aqui apresentado com todos os dados solicitados.
- Os premiados serão escolhidos por um júri constituído por elementos do Split Screen entre todos aqueles que apresentarem uma participação válida e a escolha será definitiva a menos que se apresente um caso de fraude.
- O Split Screen reserva-se o direito de fazer uma selecção das respostas validadas quando se apresentarem circunstâncias duvidosas da legitimidade da origem das mesmas.
- O nome dos vencedores será publicado neste blogue e os mesmos serão avisados por email.
- Só serão permitidas participações a residentes em Portugal e apenas uma por participante e residência.
- Os custos associados ao envio dos prémios ficará a cargo dos participantes.
- O envio dos prémios ficará a cargo do Split Screen, não sendo este responsável por quaisquer danos ou extravios dos mesmos.
- Em caso de não concordar com alguma destas regras, deverá abster-se de participar.

Patrick Wilson fará participação especial na segunda temporada de "Girls"


Depois do estrondoso sucesso de Girls (que poderá receber algumas nomeações aos prémios Emmy e que confirma Lena Dunham como uma das melhores argumentistas - e não só - da sua geração), surgem agora algumas notícias referentes à segunda temporada da nova série da HBO.

O actor Patrick Wilson (Little Children) irá juntar-se ao elenco da segunda temporada da série para uma participação especial. O actor irá interpretar o papel de Joshua, um médico de vinte e poucos anos, que vive perto do local onde Hannah trabalha e se torna um dos seus interesses românticos.

A segunda temporada já se encontra a ser filmada, sendo que Lena Dunham revelou na sua conta de Instagram uma imagem exclusiva:


A segunda temporada de Girls estreia na HBO em Janeiro de 2013.

sábado, 23 de junho de 2012

Passatempo Warrior - Combate Entre Irmãos



As estrelas em ascensão Tom Hardy e Joel Edgerton invadem o ecrã como dois irmãos afastados enfrentando o combate de uma vida, em Warrior, um drama de acção comovente e inspirador, que nos chega do aclamado realizador Gavin O’Connor (Miracle).Atormentado por um passado trágico, o Fuzileiro Tommy Conlon (Hardy) regressa a casa pela primeira vez em 14 anos, para pedir a ajuda do pai (Nick Nolte) para o treinar para o Sparta, o maior evento de artes marciais do mundo. Um antigo prodígio da luta livre, Tommy percorre o caminho todo até chegar ao campeonato, enquanto que o seu irmão Brendan (Edgerton), um antigo lutador e agora professor, regressa ao ringue numa tentativa desesperada de salvar a família da ruína.Mas quando o percurso inesperado de Brendan o coloca em rota de colisão com o imparável Tommy, os dois irmãos têm finalmente de se encontrar frente a frente e lidar com as forças que os separaram, num clímax tão intenso, espectacular e inesquecível que tem de se ver para acreditar.





O Split Screen e a Pris Audiovisuais vão oferecer DVDs do filme Warrior, um drama desportivo que supera pela sua energia os muitos lugares-comuns do género que revela no seu argumento.
São três os exemplares em jogo, até ao fim do mês.





Regulamento:
- O passatempo decorre até às 23:59 do dia 30 de Junho, sendo excluídas todas as respostas que chegarem depois desse prazo.
- Para participarem terão de preencher o formulário aqui apresentado com todos os dados solicitados.
- Os premiados serão escolhidos por um júri constituído por elementos do Split Screen entre todos aqueles que apresentarem uma participação válida e a escolha será definitiva a menos que se apresente um caso de fraude.
- O Split Screen reserva-se o direito de fazer uma selecção das respostas validadas quando se apresentarem circunstâncias duvidosas da legitimidade da origem das mesmas.
- O nome dos vencedores será publicado neste blogue e os mesmos serão avisados por email.
- Só serão permitidas participações a residentes em Portugal e apenas uma por participante e residência.
- Os custos associados ao envio dos prémios ficará a cargo dos participantes.
- O envio dos prémios ficará a cargo do Split Screen, não sendo este responsável por quaisquer danos ou extravios dos mesmos.
- Em caso de não concordar com alguma destas regras, deverá abster-se de participar.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Corpo Celeste, por Tiago Ramos



Título original: Corpo Celeste (2011)
Realização: Alice Rohrwacher
Argumento: Alice Rohrwacher
Elenco: Salvatore Cantalupo, Anita Caprioli, Renato Carpentieri e Yle Vianello

Do ponto de vista do espectador português há uma interessante visão em Corpo Celeste que é a da fácil identificação com a história. Principalmente porque o interior rural de Itália não é assim tão diferente do interior rural em Portugal, também ele muitas vezes religioso, com fortes ideias pré-concebidas e estereótipos e com uma maior intrusão dos habitantes das aldeias na vida dos moradores. Não que esse seja o destaque do filme, mas a sua contextualização em termos de ambiente é de facto importante para o desenrolar dos acontecimentos e beneficiam em muito a sua visualização. Porém aquilo que poderia ter sido apenas um retrato crítico de uma sociedade religiosa, tornou-se às mãos da estreante Alice Rohrwacher muito mais que isso: o retrato do crescimento e auto-descoberta de uma jovem protagonista de apenas treze anos. O corpo de Cristo que aquela Igreja quer orgulhosa e ostensivamente mostrar e que tanto a protagonista teima em perceber o seu significado, é também ele o corpo em mudança de uma jovem, presa a um corpo que não conhece, presa a um olhar alheio e rígido que não compreende. Uma jovem que não compreende o que está a sentir e que inicia a sua própria via sacra em plena auto-estrada, uma viagem de auto-descoberta que é também ela a revelação da hipocrisia social da comunidade em que vive.

O olhar de Alice Rohrwacher faz recordar o cinema de Lucrecia Martel na sua composição social, desconfortável e subtil. Assumindo um tom que inicialmente adquire uns ecos de comicidade não-propositada que vai subindo gradualmente num clima altamente tenso, perpetuado pelo olhar da jovem Yle Vianello, que mesmo sem grandes diálogos, carrega em si e num olhar quase opaco, toda a confusão do início da adolescência. À sua volta, o que facilmente para uns poderá parecer um ataque à religião católica, é menos isso que o questionamento de uma jovem perante aquilo que lhe é apresentado como dogma. Tanto no sentido religioso como no sentido físico. E aquela cerimónia de comunhão que lhe é imposta ocorre na realidade antes de acontecer no sentido literal: ocorre quando simbolicamente sente a libertação do seu corpo de menina, ocorre quando percebe que até Jesus era chamado de louco.

Corpo Celeste é um filme menos literal e mais simbólico do que aparenta. É na realidade um conto sobre a adolescência e o crescimento, visto pelo olhar de quem o sente e de quem o passa. É também o suficiente para ficarmos com uma jovem realizadora debaixo de olho.


Classificação:

Mia Wasikowska ou Zoe Aggeliki podem ser Johanna Mason em "The Hunger Games: Catching Fire"


Depois dos rumores que indicam que Philip Seymour Hoffman (Magnolia) poderia interpretar o papel de Plutarch Heavensbee em The Hunger Games: Catching Fire, surgem rumores dos castings para interpretar o papel de Johanna Mason, um tributo do distrito 7, anterior vencedor de uma edição dos Jogos da Fome.

Fontes próximas revelaram ao site The Playlist que Mia Wasikowska (Jane Eyre) e Zoe Aggeliki (R.I.P.D.) estão a competir pelo papel. Entretanto continuam também os castings para a personagem de Finnick Odair, depois da produção desmentir a anterior lista divulgada de potenciais candidatos ao papel.

The Hunger Games: Catching Fire estreia a 22 de Novembro de 2013, com o regresso dos actores protagonistas Liam Hemsworth, Jennifer Lawrence e Josh Hutcherson, entre outros.

Passatempo Moneyball - Jogada de Risco



Em 2002, Billy Beane (Brad Pitt), treinador de Oakland Athletics, enfrenta uma situação crítica: a sua equipa de basebol está consecutivamente a perder os seus melhores jogadores, aliciados pela fama dos grandes clubes e salários atractivos. Determinado a vencer a qualquer custo, procura uma solução a custo zero: com a ajuda do economista Peter Brand (Jonah Hill), baseado em teorias e estatísticas, criam uma equipa teoricamente perfeita de jogadores até aí completamente subvalorizados. Assim, com este método revolucionário, a equipa começa a apresentar resultados extraordinários, tornando Beane e os Oakland Athletics num caso de sucesso inesperado...
Realizado por Bennett Miller, é baseado na biografia de Billy Beane, escrita, em 2003, pelo jornalista Michael Lewis.




Um dos candidatos a Melhor Filme na última cerimónia dos Óscares, Moneyball chegou, entretanto, ao mercado de home video português. Temos, agora, três cópias do blu-ray em jogo para os nossos leitores.




Regulamento:
- O passatempo decorre até às 23:59 do dia 30 de Junho, sendo excluídas todas as respostas que chegarem depois desse prazo.
- Para participarem terão de preencher o formulário aqui apresentado com todos os dados solicitados.
- Os premiados serão escolhidos por um júri constituído por elementos do Split Screen entre todos aqueles que apresentarem uma participação válida e a escolha será definitiva a menos que se apresente um caso de fraude.
- O Split Screen reserva-se o direito de fazer uma selecção das respostas validadas quando se apresentarem circunstâncias duvidosas da legitimidade da origem das mesmas.
- O nome dos vencedores será publicado neste blogue e os mesmos serão avisados por email.
- Só serão permitidas participações a residentes em Portugal e apenas uma por participante e residência.
- Os custos associados ao envio dos prémios ficará a cargo dos participantes.
- O envio dos prémios ficará a cargo do Split Screen, não sendo este responsável por quaisquer danos ou extravios dos mesmos.
- Em caso de não concordar com alguma destas regras, deverá abster-se de participar.

Primeira imagem de Angelina Jolie em "Maleficent"

Já não será novidade para muitos, visto que a imagem foi já divulgada no início da semana. Para de forma simbólica, iniciar a produção de  Maleficent, foi divulgada uma imagem de  Angelina Jolie (Salt) como Maléfica.


Maleficent é uma versão live-action do clássico da Disney, Sleeping Beauty, centrado na vilã maléfica e os eventos que antecederam à história que conhecemos. Além de Angelina Jolie, o filme contará com Sharlto Copley (District 9) como King Stefan, Elle Fanning (Somewhere) no papel de Princesa Aurora, enquanto que para interpretar as fadas Thistlewit, Knotgrass e Flittle, contaremos com Juno Temple (Atonement), Imelda Staunton (Harry Potter and the Deathly Hallows: Part 1) e Lesley Manville (Another Year), respectivamente. Kenneth Cranham (Valkyrie) será o filho bastardo do Rei Stefan, Miranda Richardson (Damage) será Ulla, tia da Maléfica; Sam Riley (Control) será o braço-direito da vilã e que pode tomar a forma de um corvo, enquanto que India Eisley (The Secret Life of the American Teenager) surgirá como Maléfica na sua versão jovem.

Maleficent será realizado pelo estreante Robert Stromberg (vencedor de dois Óscares pela direcção artística de Avatar e Alice in Wonderland), com argumento de Paul Dini e Linda Woolverton (The Lion King). O filme estreia a 14 de Março de 2014.

Leia também:

Poster e trailer da minissérie "Political Animals", com Sigourney Weaver


Uma das grandes apostas da USA Network para esta temporada é a minissérie Political Animals, cujo poster e trailer apresentamos:


Inicialmente apresentada como série e agora anunciada como minissérie, Political Animals segue a vida de Elaine Barrish - ex-Primeira Dama, agora divorciada, que assume o cargo de Secretária de Estado. Protagonizada por Sigourney Weaver (Alien) numa rara incursão na televisão, a minissérie junta ainda Carla Gugino (Watchmen), James Wolk (Happy Endings), Sebastian Stan (Gossip Girl), Brittany Ishibashi (Parenthood), Ellen Burstyn (Requiem for a Dream), Adrian Pasdar (Heroes), Ciarán Hinds (Munich), Vanessa Redgrave (Coriolanus), Dylan Baker (Damages), entre outros.

Political Animals estreia a 15 de Julho no canal USA Network.

Obituário: Richard Lynch

12 de Fevereiro de 1940 - 19 de Junho de 2012

Faleceu, aos 72 anos de idade, o actor Richard Lynch, desconhecendo-se ainda as causas da  sua morte. A sua carreira iniciou-se como vilão de Scarecrow (1973), precisamente o seu tipo de trabalho mais marcante, destacando-se ainda o de Halloween (2007). O seu último trabalho no cinema foi em The Lords of Salem, ainda por estrear e também do realizador Rob Zombie.

Trailer da sétima temporada de "Dexter"


O canal Showtime revelou um trailer promocional para a sétima temporada de Dexter, que pode conter spoilers para quem ainda não viu a anterior:


A sétima temporada deverá dar continuidade à última cena da sexta temporada da série. Ao longo do episódio de estreia da nova temporada iremos ter vários flashbacks da infância de Deb (Jennifer Carpenter) e Dexter (Michael C. Hall), sendo que a história introduzida deverá ser desenvolvida até à oitava temporada. À nova temporada juntam-se ainda os actores Ray Stevenson (Roma), Jason Gedrick (Luck), Matt Gerard e Yvonne Strahovski (Chuck).

A sétima temporada de Dexter estreia a 30 de Setembro.

Leia também:

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Trailer completo de "The Twilight Saga: Breaking Dawn - Part 2"


Foi hoje revelado o trailer completo de The Twilight Saga: Breaking Dawn - Part 2, conclusão à saga que o teaser promete ser épica (quem já leu os livros sabe que talvez... nem tanto):


The Twilight Saga: Breaking Dawn - Part 2 estreia a 15 de Novembro deste ano em Portugal.

Leia também:

Poster e trailer de "Anna Karenina", de Joe Wright


Foram hoje revelados os primeiros poster e trailer de Anna Karenina, adaptação do clássico de Tolstoi, de Joe Wright (Atonement):


Anna Karenina segue a história de uma mulher da nobreza russa, casada e com um filho, que se apaixona por um oficial ao visitar a sua cunhada em Moscovo. Mas quando tenta o divórcio, o marido não aceita. O filme conta com Keira Knightley (trabalharam em conjunto em Pride & Prejudice e Atonement), Jude Law (Cold Mountain), Aaron Johnson (Kick-Ass), Kelly Macdonald (Boardwalk Empire), Benedict Cumberbatch (Sherlock), Matthew Macfadyen (Pride & Prejudice) e Olivia Williams (The Ghost Writer), entre outros.

O argumento de Anna Karenina será adaptado por Tom Stoppard (Shakespeare in Love) sendo que o filme estreia a 9 de Novembro deste ano nos Estados Unidos.