quarta-feira, 26 de agosto de 2009

ABC da Sedução, por Carlos Antunes

http://www.instantshift.com/wpthemes/wp-content/uploads/2008/12/cmp-04.jpg

Título original:
The Ugly Truth
Realização: Robert Luketic
Argumento: Nicole Eastman e Karen McCullah Lutz
Elenco: Katherine Heigl, Gerard Butler, Bree Turner e Eric Winter

O modelo da comédia romântica está cristalizado e depende cada vez menos de uma possibilidade de reinventar o confronto entre duas perspectivas antagónicas das relações amorosas.
Depende, ao invés disso, da química do seu par e da irreverência com que toma conta desse mesmo modelo.

http://www.lugaluda.com/wp-content/uploads/2009/07/the-ugly-truth-the-movie.jpg

The Ugly Truth tenta isso mesmo por via dos seus desbocados diálogos, corrosivos e bastante bem escritos (quase sempre) que acabam por pôr a nu tanto a excessiva romantização como a excessiva sexualização das relações.
Com a ajuda de Katherine Heigl e Gerard Butler, isso parece ainda mais fácil e, certamente, mais eficaz.

http://www.celebrity-gossip.net/images/photos/katherine-heigl-gerard-butler-ugly-truth.jpg

Escapando a uma fisicalidade do humor, aquilo que o par protagonista consegue é gerar um ambiente mais próximo do companheirismo – masculino na abordagem e na mútua provocação, feminino na confiança sem entrega total – do que da imediata atracção.
Entre a radiante simpatia e beleza de Heigl e a versatilidade e eficácia de Butler, o resultado torna-se particularmente eficaz já que a entrega de ambos é enorme.

http://www.miconian.com/wp-content/uploads/2008/12/the-ugly-truth.jpg

Contra isso joga a simplificação com que o argumento aborda o final, não só pela pressa evidente, mas também pela quebra de tom violenta.
Um quebra de tom que tomba, também, sobre as próprias imagens, que destoam também pela redução do campo de acção.
Um erro que custa ainda uma boa parte do resultado do filme.

http://www.upstarmovies.com/home/wp-content/uploads/2009/02/the-ugly-truth_2.jpg

The Ugly Truth é um filme bem propício a um destas semanas de Verão, tão descontraído e propositado ao Tempo (e seus efeitos) que faz por cá.



http://www.filmofilia.com/wp-content/uploads/2008/12/the_ugly_truth_1.jpg

Sem comentários:

Publicar um comentário