segunda-feira, 1 de novembro de 2010

A produção de "The Hobbit" mantém-se na Nova Zelândia



Depois dos grandes entraves que quase puseram em causa a produção de The Hobbit, desde a procura por um realizador, à falência da MGM e o mais recente boicote do sindicato que regula a indústria cinematográfica da Nova Zelândia, finalmente tudo parece que ficou resolvido. Depois de Peter Jackson anunciar que pretendia retirar a produção do filme do país - Londres era a hipótese principal - parece que afinal The Hobbit será mesmo filmado na Nova Zelândia.

O sindicato de actores neozelandês reivindicava melhores condições de trabalho aos seus actores, que queriam que fossem considerados funcionários da própria Warner Bros. e não independentes, visto que os contratos não asseguravam garantias mínimas salariais. O medo de perder uma produção multi-milionária e que traria inúmeros ganhos para o país, fez com que The Hobbit fosse inúmeras vezes discutido no parlamento da Nova Zelândia na última semana. A decisão de manter as filmagens no país culminou com a alteração de uma lei trabalhista, promovida pelo primeiro-ministro John Key, acabando também por aumentar o subsídio para a Warner. Por seu lado, a produtora compromete-se a criar uma antestreia do filme no país, promovendo-o como um pólo de produção cinematográfica e turística.

As filmagens do filme começam já em 2011.

Sem comentários:

Publicar um comentário