quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Projecto Gemini, por Eduardo Antunes


Título original: Gemini Man (2019)
Realização: Ang Lee

Apesar de uma boa realização e actuações aceitáveis por parte do elenco disponível, de forma generalizada, o artifício de filmagem aqui utilizado não é razão suficiente para justificar a visualização de uma história tão banal quanto desinspirada.

terça-feira, 1 de outubro de 2019

Primeiro trailer para "Birds of Prey"


Foi revelado o primeiro trailer para Birds of Prey: And the Fantabulous Emancipation of One Harley Quinn, filme baseado em diversas personagens das bandas desenhadas da DC Comics:


Apesar de dar seguimento à personagem de Harley Quinn (Margot Robbie) apresentada em Suicide Squad, parece distanciar-se o máximo desse filme, contando uma narrativa menor em escala, focada na excentricidade da personagem principal, enquanto se junta a outras "heroínas" para salvar uma jovem rapariga de Black Mask (Ewan McGregor). 

Birds of Prey estreia em Portugal no dia 6 de Fevereiro de 2020.

Trailer de novo filme de Michael Bay para Netflix


Foi revelado trailer para 6 Underground, o próximo filme realizado por Michael Bay (Bad Boys, Armageddon, Tranformers) e protagonizado por Ryan Reynolds (Deadpool, Buried), que será lançado no serviço Netflix:


Numa altura em que as sequências de acção nos filmes de Hollywood dependem cada vez mais nos efeitos visuais criados por computador, seja por uma questão das possibilidades que oferecem ou por questões de poupança de tempo e dinheiro, é tão agradável ver Michael Bay a regressar ao que sempre caracterizou os seus filmes para além da série Transformers, quanto desapontante saber que não poderemos inteirar a escala deste seu filme num grande ecrã, depois de outros como Hobbs & Shaw terem tido essa possibilidade. 

6 Underground estreia no Netflix dia 13 de Dezembro de 2019.

domingo, 29 de setembro de 2019

Joker, por Eduardo Antunes


Título original: Joker (2019)
Realização: Todd Phillips
Argumento: Todd Phillips, Scott Silver

Aparte as mais claras mas desnecessárias ligações ao universo do cavaleiro das trevas, este não é certamente o filme que corresponderá às expectativas que o público possa ter criado. Não é um filme sobre Joker, apesar do título, antes uma visão demasiado real sobre a condição de um homem conturbado levado ao mais extremo dos limites que uma sociedade descontrolada lhe impôs, sem filtros, assustadoramente actual e, de alguma forma, criticamente intemporal.

Marte - Temporadas 1 e 2, por Eduardo Antunes


Título originalMars (2016– )

O elemento que apresentou desde o início esta série é o mesmo que apresenta maiores desafios à medida que a mesma vai avançando. Entre as duas primeiras temporadas, a comunicação entre uma parte documental e uma outra ficcional, em cada episódio, faz com a que nossa atenção esteja constantemente dividida, sempre à espera que uma parte termine, para que possamos assistir à qual realmente foi focada a atenção.

sábado, 28 de setembro de 2019

Novo trailer para "El Camino: Um Filme Breaking Bad"


Foi revelado o novo poster e trailer oficial para El Camino: A Breaking Bad Movie, filme passado após o final da série Breaking Bad:


El Camino: Um Filme Breaking Bad estreia no serviço de streaming Netflix no dia 11 de Outubro de 2019.

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Downton Abbey, por Eduardo Antunes


Título original: Downton Abbey (2019)
Realização: Michael Engler
Argumento: Julian Fellowes
Não sendo claro o intuito na base de, passados quatro anos sobre o final da série, lançar um filme baseado nas mesma, é clara a intenção de relembrar as personagens aos seus fãs. E é a partir delas que se entendem, assim, os pontos altos que a série alcançou mas particularmente as fraquezas que certamente a série nunca conseguiu (ou pretendeu) resolver.

domingo, 15 de setembro de 2019

Nova curta-metragem de "Jurassic World"

Foi disponibilizado, no canal FX e através do Youtube, uma nova curta-metragem passada no mundo de Jurassic Park, realizada por Colin Trevorrow (Jurassic World, The Book of Henry):


A curta-metragem Battle at Big Rock (cuja versão completa podem ver abaixo), passa-se um ano após os eventos de Jurassic World: Fallen Kingdom no Parque Nacional Big Rock, onde os dinossauros agora vivem no nosso mundo. A história segue uma família de quatro pessoas, cujo encontro com esses animais selvagens se torna uma luta aterrorizante pela sobrevivência.

Novo trailer para "Ford v Ferrari"


Foi revelado um novo trailer oficial para Ford v Ferrari, novo filme de James Mangold (Walk the Line, Logan):


O filme conta a história real do designer de carros americano Carroll Shelby (Matt Damon) e do condutor Ken Miles (Christian Bale) durante a competição automobilística das 24 Horas de Le Mans de 1966, à medida que tentam construir um carro de corrida revolucionário para a Ford, capaz de rivalizar com a Ferrari.

Le Mans '66: O Duelo estreia em Portugal no dia 14 de Novembro de 2019.

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

O Pintassilgo, por Eduardo Antunes


Título original: The Goldfinch (2019)
Realização: John Crowley
Argumento: Peter Straughan
Uma história vencedora de um Pulitzer, um bom elenco. Pareceriam os ingredientes suficientes para um filme de extrema competência e emoção. Mas um final que se destaca demasiado da restante história de crescimento de uma criança e deixa questões em aberto sobre o protagonista que atentamente acompanhamos, não fugindo no processo a vários dos clichés habituais, acaba por não destacar o suficiente esta de outras narrativas semelhantes, para lá da premissa que oferece o título.

terça-feira, 10 de setembro de 2019

Antevisão Projecto Gemini


Tivemos a oportunidade de, previamente à estreia do filme, ter uma pequena antevisão do que Gemini Man, novo filme do realizador Ang Lee, nos poderá reservar. Apesar de não ficar ainda totalmente claro o que podemos esperar desta aparente experiência cinematográfica única, deixamos aqui alguns dos pontos que nos chamaram mais a atenção sobre um projecto que poderá surpreender.

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Novo trailer para "Jojo Rabbit"


Foi revelado o trailer oficial para Jojo Rabbit, novo filme de Taika Waititi (What We Do In The Shadows, Thor: Ragnarok):


O filme conta a história de um rapaz alemão de 10 anos (Roman Griffin Davis), pertencente ao exército Nazi que, durante a Segunda Guerra Mundial, descobre que a sua mãe (Scarlett Johansson) esconde no sótão de casa uma rapariga judia. Sob a forma de sátira, Waititi parece aqui fazer um exercício sobre as nossas visões preconceituosas, aproveitando uma das épocas mais negras da História para contar uma história ternurenta e divertida pelos olhos da inocência e imaginação de uma criança.

Jojo Rabbit estreia no dia 18 de Outubro de 2019, nos EUA.

Novo trailer para "Doctor Sleep"


Foi revelado o trailer final para Doctor Sleep, adaptação do livro homónimo de Stephen King lançado em 2013:


A história é uma sequela de The Shining, também baseado num livro de King, focando-se, anos após os eventos desse filme, no trauma de Danny Torrance (Ewan McGregor) e na sua recuperação, quando alguns dos terrores do passado e outros novos voltam para o aterrorizar e retirar-lhe algo mais.

Doutor Sono estreia em Portugal no dia 14 de Novembro de 2019.

domingo, 8 de setembro de 2019

X-Men: Fénix Negra, por Eduardo Antunes


Título original: Dark Phoenix (2019)
Realização: Simon Kinberg
Argumento: Simon Kinberg
Finalizada assim a actual iteracção destas personagens de banda desenhada no grande ecrã, após a compra de diversas propriedades intelectuais dos estúdios da Fox pela Disney, o último esforço levado a cabo deixa um sabor amargo e a vontade de ver um novo olhar sobre a riqueza das suas histórias, mas deixará igualmente a saudade de quase vinte anos de narrativas que, nem sempre acertando, várias vezes fizeram por arriscar num dramatismo maior das temáticas subjacentes.

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

Trailer para a segunda temporada de "Disenchantment"

Foi revelado o trailer para a segunda temporada de Disenchantment, série de animação estreada no ano passado em streaming no Netflix:


De Matt Groening, criador original da série The Simpsons, a série acompanha as desventuras da princesa Tiabeanie no seu reino, Dreamland, quando conhece o demónio Luci, e Elfo.


Depois da primeira temporada ter terminado com um final em aberto, a segunda temporada irá focar-se na tentativa de "resgatar" Elfo do Céu, depois da sua vida ter sido trocada pela da mãe de 'Bean', rainha de Dreamland, que parece não ter os intuitos mais afortunados para o reino.

A segunda temporada de Disenchantment estreia no Netflix no dia 20 de Setembro de 2019.

quarta-feira, 4 de setembro de 2019

Sequela de "Tomb Raider" arranja realizador e data de lançamento


Foi recentemente confirmado que Tomb Raider, filme de 2018 baseado na famosa personagem de videojogos, terá uma sequela, tendo sido igualmente confirmado quem realizará o filme. 

O realizador britânico Ben Weatley (High-RiseFree Fire) almejará os trabalhos da sequela em cooperação com a argumentista sua colaboradora recorrente, Amy Jump, após o primeiro filme não ter equiparado totalmente as expectativas esperadas.

O filme contará novamente com Alicia Vikander como protagonista, e tem uma data de lançamento para 19 de Março de 2021, nos EUA.

Poster e trailer para "Bad Boys 3"


Foi revelado o poster e trailer para Bad Boys for Life, terceiro filme na franquia de Bad Boys, estreada há 25 anos, e sequela de Bad Boys II, último filme da série, lançado em 2003:


Retomando a onda de sequelas que surgem passada mais de uma década sobre o último, este filme troca Michael Bay, realizador dos dois anteriores filmes, por Adil El Arbi e Bilall Fallah (Black, Patser) e vê as personagens de Will Smith e Martin Lawrence reunidos para um último trabalho.

Bad Boys for Life estreia em Portugal no dia 16 de Janeiro de 2020.

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Novo poster e trailer para "Terminator: Dark Fate"

Foi lançado um novo poster e trailer para Terminator: Dark Fate, o novo filme na franquia de Exterminador Implacável:


Com a realização de Tim Miller (Deadpool) e escrito em parte pelo criador original da série James Cameron, esta sequela conta com o regresso de Arnold Schwarzenegger, Linda Hamilton como Sarah Connor e Edward Furlong como John Connor, cuja revelação ainda não foi feita em qualquer material promocional. 



Os eventos deste filme ignorarão os três anteriores filmes na saga, Terminator 3: Rise of the Machines, Terminator Salvation e Terminator Genisys, pretendendo ser uma sequela directa aos dois filmes realizador por Cameron. Apesar de se tentar distanciar dos anteriores filmes na saga, cujo sucesso foi decaindo a cada sequela que tentou retomar ou recomeçar a série, esta nova entrada parece retirar elementos dos diferentes filmes para se inserir na cronologia original.

Exterminador Implacável: Destino Sombrio estreia em Portugal no dia 31 de Outubro de 2019.

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Novo trailer para "Joker"


Foi revelado o trailer final para Joker, filme inspirado na famosa personagem da banda desenhada da DC Comics:


Os eventos deste filme oferecem uma história de origem original para o vilão icónico, não baseada em nenhuma material de origem concreto segundo o realizador Todd Phillips (Trilogia The Hangover), oferecendo um estudo sobre a personagem de Arthur Fleck (Joaquin Phoenix), um homem desconsiderado pela sociedade e levado ao seu ponto de ruptura.

Joker estreia em Portugal no dia 3 de Outubro de 2019.

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Novo poster e trailer para "Star Wars: The Rise of Skywalker"


Seguindo a sua revelação na D23 Expo 2019, foi disponibilizado o primeiro poster oficial e vídeo promocional dedicado a Star Wars: Episode IX - The Rise of Skywalker.


Para além de uma primeira parte celebratória dos 40 anos da saga, temos um rápido olhar sobre o que poderá ser o combate climático entre Rey (Daisy Ridley) e Kilo Ren (Adam Driver), assim como um misterioso vislumbre de Rey com um novo sabre de luz de cor vermelha, ao som das palavras "Your journey nears its end" proferidas por Palpatine (Ian McDiarmid) e do som do respirar de Darth Vader.

Star Wars: Episódio IX - A Ascensão de Skywalker estreia em Portugal no dia 19 de Dezembro de 2019.

domingo, 25 de agosto de 2019

Primeiro teaser trailer de filme "Breaking Bad"


Foi revelado o poster oficial e teaser para El Camino: A Breaking Bad Movie, filme inscrito no universo da série Breaking Bad:


Tinha já circulado a notícia de que haveria um filme que descreveria os eventos após o final da série em 2013, que viu Jesse Pinkman (Aaron Paul) escapar aos eventos fatídicos ocorridos no último episódio, tendo sido agora revelada a data de lançamento. O filme conta com o regresso de Vince Gilligan, criador original da série e seu spin-off/prequela Better Call Saul, como argumentista e realizador.

El Camino: A Breaking Bad Movie estreia no serviço de streaming Netflix no dia 11 de Outubro de 2019.

Ewan McGregor regressa como Obi-Wan Kenobi em série de "Star Wars"


Durante a D23 Expo 2019, foi confirmado que se encontra em fase de pré-produção uma série no universo Star Wars dedicada à personagem de Obi-Wan Kenobi, cujos eventos retratados ocorrerão entre os episódios III e IV da saga, segundo cronologia apresentada no evento. 

A série começará a ser filmada em 2020, e contará novamente com a presença de Ewan McGregor no papel, que interpretou a personagem em The Phantom Menace, Attack of the Clones e Revenge of the Sith e cujo regresso à série sob a forma de um spin-off já tinha sido há muito esperado pelos fãs.

Trailer e poster de "The Mandalorian"

Durante a D23 Expo deste ano - conferência exclusiva dedicada à revelação de todos os novos projectos realizados sob a alçada da Disney - foi finalmente revelado o poster oficial e trailer para The Mandalorian, a primeira série em imagem real dedicada ao universo de Star Wars:


Passado uns anos após os eventos de Return of the Jedi e antes dos eventos de The Force Awakens, a série acompanha as aventuras de um pistoleiro solitário (Pedro Pascal) nos confins da galáxia, longe da autoridade da Nova República que emergiu depois da queda do Império Galáctico.


Coordenado por Jon Favreau (The Jungle Book, The Lion King), e contando cada episódio com um realizador diferente - com nomes tão sonantes como Dave Filoni (Star Wars: The Clone Wars), Deborah Chow (Better Call Saul, Mr. Robot), Rick Famuyiwa, Bryce Dallas Howard e Taika Waititi (What We Do in the Shadows, Thor: Ragnarok) -, denota-se os altos valores de produção que a Disney depositou nesta mini-série, com o intuito de chamar o maior número possível de pessoas para subscrever o seu novo serviço de streaming Disney+, através de conteúdo original e exclusivo dedicado às suas maiores propriedades intelectuais.

The Mandalorian estreia no Disney+ no dia 12 de Novembro de 2019.

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Era Uma Vez... em Hollywood, por Eduardo Antunes

https://splitscreen-blog.blogspot.com/2019/08/era-uma-vez-em-hollywood-por-eduardo.html

Título original: Once Upon a Time ... in Hollywood (2019)
RealizaçãoQuentin Tarantino
Argumento: Quentin Tarantino

Não tendo ao dia de hoje visualizado os primeiros filmes que tornaram Tarantino conhecido, acabei por ter iniciado o meu percurso com o(s) último(s) do que eu denomaria como a primeira parte da sua carreira. E enveredando pela sua segunda parte, chegando a este Era Uma Vez em... Hollywood, fica um pouco mais claro a sua contínua predilecção por temas que reflictam a época "utilizada", mas denota-se também uma aparente vontade de manter alguns aspectos que se tornaram agora uma sua imagem de marca, seja por ser esperado pelos fãs ou pela sua própria saciedade.

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Batman: The Telltale Series - Temporada 1, por Eduardo Antunes

https://splitscreen-blog.blogspot.com/2019/08/batman-telltale-series-temporada-1-por.html

Título original: Batman: The Telltale Series (2016)
Plataforma: PC, PlayStation 4, Xbox One, PlayStation 3, Xbox 360, iOS, Android, Nintendo Switch
Género: Aventura gráfica
Desenvolvimento: Telltale Games

Há já algum tempo que os videojogos se começaram a equiparar ao cinema e televisão como meio de representação narrativa, através do seu carácter interactivo particular a tornar-se uma ferramenta interessante para tornar mais imersivos os eventos que passam no ecrã. A Telltale tornou-se exímia a contar essas narrativas interactivas, fazendo por inovar a cada "série" que cria, e do qual esta dedicada a Batman se torna exemplo representativo de todos os seus pontos fortes.

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Stranger Things - Temporada 3, por Eduardo Antunes

https://splitscreen-blog.blogspot.com/2019/08/stranger-things-temporada-3-por-eduardo.html

Título originalStranger Things (2016– )
CriadoresMatt Duffer, Ross Duffer

É engraçado que a frase que vende esta temporada demonstra que num pequeno período tudo pode mudar. E de facto verifica-se uma mudança substancial no que nos cativou na temporada de estreia, sem que se dediquem inteiramente a isso, tentando inteligentemente contrariar uma estagnação que se reconhece em diversas outras estórias serializadas, mas mantendo inexplicavelmente um pé na estrutura original, desfasada da acção diferenciada que pretendem inserir na série.

quarta-feira, 31 de julho de 2019

Velocidade Furiosa: Hobbs & Shaw, por Eduardo Antunes

https://splitscreen-blog.blogspot.com/2019/07/velocidade-furiosa-hobbs-shaw-por.html

Título originalFast & Furious Presents: Hobbs & Shaw (2019)
RealizaçãoDavid Leitch
ArgumentoChris MorganDrew Pearce

A excentricidade nas sequências de acção de hoje em dia, aparentemente necessária para pedir a atenção do público, cada vez deixa menos margem de manobra para alguma inventividade nas mesmas, caindo num espectáculo de efeitos especiais que, muitas das vezes, parecem inacabados e quebram a possível imersão nessa realidade, mesmo que exagerada. E nem uma dinâmica entre personalidades de bom calibre salva a falta de controlo que claramente falha ao realizador nas sequências de grande escala deste filme.

quarta-feira, 17 de julho de 2019

O Rei Leão, por Eduardo Antunes


Título original: The Lion King (2019)
Realização: Jon Favreau
The Lion King é capaz de ser, até agora, o mais estranho deste revivalismo dos filmes "clássicos" de animação da Disney. Se o reviver desta estória consegue demonstrar indiscutivelmente a sua intemporalidade, e a "actualização" do aspecto visual nos encanta na admiração de um mundo agora tão mais próximo do nosso no seu realismo, essa mesma actualização não trás nada de novo e retira até algum do carácter original, sem ainda assim perder o encanto inerente.

terça-feira, 9 de julho de 2019

Homem-Aranha: Longe de Casa, por Eduardo Antunes

https://splitscreen-blog.blogspot.com/2019/07/homem-aranha-longe-de-casa-por-eduardo.html

Título originalSpider-Man: Far From Home (2019)
RealizaçãoJon Watts

A mais recente narrativa dedicada ao trepador de paredes da Marvel sofre de um mesmo problema base que Avengers: Endgame. Se à primeira visualização é possível a apreciação de um filme com muito e bons momentos de puro entretenimento, face uma análise posterior começam a surgir os problemas que parecem estar escondidos. Neste caso, essa análise revela uma falta de equilíbrio entre duas visões opostas sobre como interpretar esta personagem no seu novo contexto, que cada vez mais parece afectar as personagens que surgem neste universo narrativo cada vez maior e mais complexo.

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Aladdin, por Eduardo Antunes


Título originalAladdin (2019)
RealizaçãoGuy Ritchie
ArgumentoJohn August, Guy Ritchie

As reimaginações da Disney dos seus próprios filmes clássicos de animação em imagem real sempre pareceram uma tarefa ingrata, principalmente no que toca aos mais amados pelo público e/ou fantasiosos, por não serem transpostos da melhor forma para um meio mais realista. Este Aladdin não prova o contrário, mas é bem vindo em muitos dos aspectos em que faz por diferir do original.

quarta-feira, 22 de maio de 2019

John Wick 3 - Implacável, por Eduardo Antunes

https://splitscreen-blog.blogspot.com/2019/05/john-wick-3-implacavel-por-eduardo.html

Título originalJohn Wick: Chapter 3 - Parabellum (2019)
RealizaçãoChad Stahelski

Se John Wick acompanhava o desespero de um homem sem nada a perder, e o segundo capítulo expandia o universo subjacente sem perder o foco que queria dar às cenas de acção e às motivações do seu protagonista, este terceiro filme perde a novidade que nos surpreendeu da primeira vez, esforçando-se demasiado por nos entreter com movimentos demasiado repetidos e uma história que promete mais do que oferece.

domingo, 5 de maio de 2019

Glass, por Eduardo Antunes

https://splitscreen-blog.blogspot.com/2019/04/glass-por-eduardo-antunes.html

Título original: Glass (2019)
RealizaçãoM. Night Shyamalan
Argumento: M. Night Shyamalan

Shyamalan sempre foi um realizador potencialmente desafiante nas suas narrativas, mas cuja concretização das suas ideias nem sempre igualou as expectativas subjacentes. Com Glass, volta a suceder o mesmo, de uma forma um pouco mais desapontante, dado querer ser a ligação entre possivelmente dois dos seus melhores filmes sem conseguir igualar a mestria de ambos.

sexta-feira, 3 de maio de 2019

Lost Holiday, por Carlos Antunes



Título original: Lost Holiday
Realização: Michael Kerry Matthews, Thomas Matthews
Argumento: Michael Kerry MatthewsThomas Matthews
Elenco: Kate Lyn Sheil, Thomas Matthews, Keith Poulson



O mumblecore terá tido (algum) interesse há muito tempo atrás, antes de ser uma etiqueta que facilita o trabalho de quem vê os filmes.
Facilita, também, o de quem os faz, que se pode permitir colocar o correr do improviso no lugar da precisão da escrita.
Essa é a razão pela qual Lost Holiday perde os primeiros 20 minutos numa derivação que só quer montar a situação detectivesca que se seguirá.
Trata-se de uma investigação amadora de um rapto que envolverá estados alterados de consciência, perseguições de carros e confrontos violentos.
O que, envolvendo um duo de trintões por amadurecer e com falta de noção própria, numa forma económica  de fazer cinema significa um misto de incompetência e absurdo.
Durante a dinâmica de buddy movie, está-se mais próximo de cenas que resultam bem, sobretudo porque há liderança de Kate Lyn Sheil com Thomas Matthews como sidekick numa inesperada dupla de comédia.
Ela tem o dom de, quase sem parecer investida no filme, proporcionar uma interpretação que capta a atenção com discreto carisma. O que fica do filme é a forma como passeia a recusa de amadurecer e a incosciência de quem vive protegida do seu personagem.
Kate Lyn Sheil, magnífica em Kate Plays Christine, um dos melhores filmes de anos recentes no IndieLisboa, tem o talento para alicerçar no seu carisma a posição de estrela.
A televisão poderá ajudar a isso (haverá quem se lembre dela de House of Cards ou Outcast) mas, entretanto, tem de desistir de carregar filmes nas margens de uma visão de Cinema.
Reconhecendo que este nem é o caso pior desta situação, para tal há que ver a (suposta) Ficção Científica mumblecore que dá pelo nome de Radio Mary.
Neste caso dos irmãos Matthews essa falta de visão começa logo na escolha dos 16mm, por certo nostálgica como os acessórios (discman, VHS de aeróbica, telemóvel com tampa ou um abatido Volkswagen descapotável) de Margaret.
Com tantas cenas nocturnas, a película nunca os serve bem, mesmo se vão tentando usá-la para criar alguns efeitos visuais que fiquem na retina e que se revelam desconexos com o resto da pragmática produção.
A componente visual ressente-se menos do que a formal, por não quererem os autores que ele seja aquilo que é melhor.
A comédia é um meio distinto para a mesma crise de aceitação da idade adulta que já se viu antes, por isso o filme está sempre a regressar ao reacendimento de uma velha relação de Margaret com Mark que vive com outra mulher e está prestes a ser pai.
Esta relação nunca chega a ganhar força que torne credível que possa colocar algo em perigo ou, pelo contrário, resgatar a falta de comprometimento de Margaret.
Trata-se apenas de uma forma de ir ligando as peripécias da investigação, por via de flashbacks a darem algum passado à protagonista antes de terminar por demonstrar que, mesmo os que estabelecem uma vida para si para além do aborrecimento de meninos ricos, não reconhecem em si essa idade adulta em que entraram.
Michael Kerry e Thomas Matthews acabaram por unir as ideias soltas como conseguiram, até mesmo usando ideias formais que não pertencem ao universo desta história, como a narração poética que baliza o filme sem nada acrescentar.
Têm potencial para, guardando o realismo e desmarcando-se do amadorismo auto-imposto, brincarem com este e outros géneros com sucesso.




quinta-feira, 2 de maio de 2019

Present.Perfect., por Carlos Antunes



Título original: Present.Perfect.
Realização: Shengze Zhu
Argumento: -
Elenco: -


O filme de Shengze Zhu tem poucos que se lhe possam comparar enquanto processos de respigação por entre o infinito de registos não filtrados do quotidiano.
O que mais perto dele estará é Doroga, documentário feito a partir daquilo que os Russos filmam na rua a partir do painel do carro.
Ambos caracterizam o país dos seus autores a partir destes registos cujo ponto de vista é a antítese do cinema.
A China caracterizada pela monotonia de existências solitárias ao contrário de uma Rússia caracterizada pelo caos de todos os absurdos que lá parecem muito prováveis.
Começam por ser semelhantes, filmes que na sua montagem de pequenos focos de eventos distintos demonstram os extremos dos registos sobre que se debruçam.
Para Shengze Zhu esse registo é o live streaming que na China funciona como um negócio que permite ganhos significativos de dinheiro pela troca dos reconhecimentos virtuais enviados pelos seguidores.
A transformação em curiosidade que uma rapariga de classe média faz do seu regresso a casa do pai, criador de porcos está significativamente distante da transformação deste meio num ganha-pão por parte de quem nasceu com dificuldades motoras e passa o tempo a pintar a giz o passeio.
Está o primeiro mais perto do sentido de circo de aberrações, com o segundo a trazer dignidade acrescida.
Entre estes há, sobretudo, figuras à procura de contacto humano: um homem que se auto-mutila e precisa de defender a realidade do que faz, outro severamente queimado que quer mostrar a força da sua sobrevivência ou aquele que terá para sempre corpo de criança e com as transmissões se força a sair de casa.
São pessoas que precisam de preencher as suas vidas e que encontram ressonância em todo aquele público que prefere ver alguém a manobrar uma grua ou a trabalhar numa fábrica do que viver por alguns minutos com os seus próprios pensamentos.
Present.Perfect. vai-se focando nas existências de alguns dos seus sujeitos, deixando trás os pequenos apontamentos isolados para deixar correr as transmissões no seu estado puro.
Essas transmissões longas são entediantes. As vidas são um pouco menos vazias por conta da franqueza com que quem as faz fala dos seus problemas, mas para o público cinematográfico tal não chega.
Não há tempo para conhecer aquelas pessoas e investir nelas mais do que as considerações intelectuais sobre a exposição.
O filme vai-se alongando em demasia até às duas horas sem mostrar um ponto de argumentação sobre aquilo que vai mostrando.
Da mesma maneira que há uma longa tirada sobre baratas perante a imagem de um formigueiro, fica pelo caminho o facto de haver quem use aquele meio para fazer um negócio que se aproxima do das cam girls sem ultrapassar os limites estabelecidos pelo estado Chinês.
Essa intervenção do estado Chinês, enunciada no início como parte de um controlo da populção, capaz de convencer mesmo os elementos nas margens a entregarem informação sua e do espaço em redor.
Falta ao filme os dois elementos que Doroga (com os seus próprios problemas) soube reconhecer desde o início.
O verdadeiro personagem aqui era a China e não qualquer das individualidades que se movem num mecanismo cinematográfico que depressa se esgota  (o filme de Dmitrii Kalashnikov dura metade deste).
Olhando para o conjunto das aparições de um dançarino de rua, prova-se a possibilidade de caracterizar a China como a origem de vidas vazias e sem certeza das suas liberdades.
Os seus dois encontros com funcionários públicos terminam de contrária. Um diz-lhe que é esperto em fazer dinheiro daquela forma, o outro ameaça chamar a polícia para lhe confiscar os bens.
Durante os créditos finais, enquanto ele dança ao som de Gangnam Style, duas dezenas de pessoas permanecem paradas a olhar a câmara.
São vidas anónimas em busca de sentido, em busca de uma conecção humana ou de uma justificação para o tempo que passa. O filme haveria de ter sido, apenas, a contemplação dessa tentativa.




sábado, 13 de abril de 2019

Título e primeiro teaser trailer de "Star Wars: Episode IX"

Foi revelado durante a Star Wars Celebration deste ano o título e primeiro teaser para o terceiro filme da nova trilogia de Star Wars e (prometido) último capítulo da saga iniciada por George Lucas.


The Rise of Skywalker foi o subtítulo escolhido para o filme, com J.J. Abrams a voltar à cadeira de realizador depois de The Force Awakens, e após Rian Johnson ter tomado as rédeas para The Last Jedi. A revelação do título veio na conclusão da revelação do primeiro teaser, que aponta para o regresso de uma outra personagem presente em vários dos anteriores filmes da saga:


Após a divisão entre os fãs criada pelo último episódio desta saga, há dois anos, a conclusão de uma história dividida entre duas visões algo distintas do mesmo universo acarretava desde o início uma grande pressão, de modo a entender se seria possível terminar a história iniciada em 2015 de forma satisfatória para todos os fãs, ao mesmo tempo que promete encerrar toda a saga da família Skywalker.

Star Wars: Episódio IX - A Ascensão de Skywalker estreia em Portugal no dia 19 de Dezembro de 2019.